Por defeito, este site usa cookies. Estes cookies destinam-se a otimizar a sua experiência de navegação neste site. Saiba mais

Como preparar um barbecue saudável, seguro e saboroso?

Por suporte 23/03/2017 0 Comentários

A falta de segurança num barbecue até pode originar queimaduras graves

Um «mestre de barbecue» não deve apenas preparar deliciosas refeições ao ar livre.

Para ter a certeza de que cada uma das pessoas à mesa irá guardar esse momento no conforto das boas memórias, torna-se importante salvaguardar que absolutamente tudo irá correr na perfeição… e com a máxima segurança! Barbecue

Realmente, todos os pormenores são importantes na concepção de um barbecue.

Até aquele momento em que se acende a brasa do grelhador.

Afinal de contas, neste primeiro passo, o «cozinheiro de serviço» tem de evitar a utilização de álcool líquido ou de qualquer combustível, uma atitude que pode gerar seríssimas consequências, inclusive queimaduras graves.

Por outro lado, a própria posição em que se situa o aparelho é importante: o melhor é mesmo colocar o barbecue numa área aberta e ainda completamente abrigado do vento, caso seja possível.

Eis outro conselho de relevância: é completamente proibido lançar água nos grelhadores, quando estes ainda se encontram quentes.

Trata-se de uma forma de evitar muita fumaça.

Como já deve ter concluído, o bom senso é tão necessário como ter uma mãozinha para a culinária.

Por esse motivo, os cozinheiros sensatos devem seguir outras regras, para além das que foram referidas anteriormente.

Manter as crianças afastadas do barbecue é um dos conselhos mais úteis.

Temperar com sal grosso e conciliar a carne com uma refrescante salada: eis alguns conselhos importantes para assegurar um barbecue saudável 

Não se sinta rejeitado, se estiver em dieta e os seus amigos combinarem um barbecue de um dia para o outro! A verdade é que um churrasco também pode ser saudável, satisfazendo igualmente as necessidades de todos aqueles que desejam ficar em linha.

Por exemplo, sempre que se menciona a palavra «barbecue», existe imediatamente uma associação a uns molhos super, hiper e mega calóricos! Mas sabia que estas refeições ao ar livre conseguem sobreviver sem estes temperos? Não faltam alternativas: desde ervas a gosto a vinho branco, sem esquecer o alho e até a cerveja.

O sal grosso também é recomendado.

É que este tipo de ingrediente não se prende muito à carne, localizando-se mais à superfície do alimento, o que contribui para que haja uma menor ingestão de sal.

A acrescentar que não há uma quantidade ideal de sal grosso para colocar na carne.

Resta mais um conselho: o melhor é evitar – ao máximo – aquelas riscas pretas que se formam no exterior da carne.

Afinal de contas, trata-se de substâncias com potencial risco cancerígeno.

Mas se não o conseguir, inclua no barbecue uma boa quantidade refrescante de salada: realmente, os antioxidantes conseguem combater as componentes cancerígenas que existem na carne.

Garanta barbecues saudáveis e extremamente seguros, através dos equipamentos a lenha e a gás disponibilizados pela empresa Pedra e Decoração