Por defeito, este site usa cookies. Estes cookies destinam-se a otimizar a sua experiência de navegação neste site. Saiba mais

Barbecue é sinónimo de partilha, convívio e ar livre!

Por suporte 23/03/2017 0 Comentários

Independentemente dos materiais utilizados o que se destaca são os momentos bem passados em torno de um barbecue.

Juntam-se familiares e amigos, partilham-se experiências e trocam-se receitas. Contam-se anedotas e feitos, relembram-se histórias e estreitam-se os laços. Todos os motivos são bons para promover um memorável churrasco.

Um pouco de história no tempo em que barbecue se chamava apenas assada

Sem ser possível situar no tempo e, determinar com exactidão quando foram feitos os primeiros churrascos (assadas), crê-se que algo muito rudimentar, mas, com algumas semelhanças, teve lugar ainda no período pré-histórico.

Os povos mais primitivos, aproveitavam algumas partes das peças de caça para cozinhar ao ar livre.

Normalmente um ritual que se repetia frequentemente durante as suas deslocações.

O barbecue primitivo permitia a reunião do clã em torno de uma fogueira que habitualmente servia mais do que um intento:

  • alimentação e aquecimento em frias e longas noites ao relento;
  • também uma oportunidade para reunir os elementos tribais;
  • discutir os assuntos de então, como a «estratégia» de caça;
  • o acasalamento;
  • ou apenas para se manterem quentes e, protegidos das feras, através do auxilio do fogo...

Do churrasco mais ancestral ao mais contemporâneo barbecue

Dos rituais distantes permanecem alguns pontos comuns, mas, também surgem outros mais actuais:

  • Reunião dos novos tipos de «clãs»;
  • Partilha de informação seja ela qual for;
  • Degustação e aquecimento;
  • Férias, lazer ou estratégias de negócios;
  • Celebração de datas especiais;
  • Inaugurações...

Relativamente aos meios a utilizar, sim, aqui residem as grandes diferenças e alterações.

As exigências do mundo moderno implicaram transformações significativas nos processos, materiais e tipos de equipamento.

A «assada» pode permanecer como conceito imutável, mas a forma como tecnicamente se desenvolve sofreu profundas modificações.

Presume-se que a alteração mais profunda incida fundamentalmente nos materiais de que os equipamentos são feitos, no design, nos utensílios de apoio e, na mobilidade conseguida através da inclusão do barbecue portátil.

barbecue

Estes aparelhos são bastante fáceis de higienizar.

A qualidade e a robustez que os seus materiais evidenciam são garante de uma vida útil mais prolongada.

A versatilidade das grelhas e dos respectivos painéis de apoio permitem ao utilizador boas perspectivas de funcionalidade.

Outro aspecto em destaque neste tipo de equipamentos,  reside na não necessidade de instalações especificas e, tão pouco, de muito espaço para os colocar e manusear.

Os alimentos ai confeccionados mantêm igualmente os sabores de outros tempos, porque, apesar do aspecto inovador e algo vanguardista deste tipo de barbecue, será sempre possível e oportuno, o uso de carvão tradicional, dos habituais temperos e, com tempos de confecção muito semelhantes.

Para todos aqueles que não dispõem de muito espaço em casa, ou que não pretendem levar a cabo obras para instalação de um churrasco em alvenaria, este tipo de barbecue servirá em pleno, as pretensões dos mais exigentes. 

Aceite a sugestão e solicite mais informações em pedradecoracao.pt