Por defeito, este site usa cookies. Estes cookies destinam-se a otimizar a sua experiência de navegação neste site. Saiba mais

Porque devo escolher salamandras para aquecer a casa?

Por suporte 23/03/2017 0 Comentários

Num tempo em que as lareiras parecem ser a escolha natural (e única) para equipar uma sala, as salamandras parecem ter ficado esquecidas. Porém, estas são igualmente modernas e são dos equipamentos que proporcionam um aquecimento das divisões bastante seguro e eficiente.

Longe vão os anos em que as salamandras eram equipamentos obsoletos, produzidos quase em série, com design pouco criativo ou funcional. Hoje, existem muitos modelos, bastante modernos e que se adaptam ao meio arquitetónico em que são colocados. Veja-se que estes equipamentos são a forma de aquecimento escolhida pela ultra-moderna casa Yurt da MiniCasas Portugal.

Outra vantagens das salamandras do século XXI é que o modo como são instaladas adaptam-se aos vários tipos de casas e aos objetivos dos utilizadores. Ou seja, tanto pode optar por um modelo pequeno para aquecer apenas uma divisão ou por uma versão que possibilite o aquecimento de toda a casa.

 

Ao consultar uma empresa que comercialize e instale salamandras verá que são fáceis de instalar e que não implicam obras complicadas ou a produção de muitos resíduos. Portanto, não terá que perder tempo e dinheiro em obras prolongadas e que impliquem atuar em outras infraestruturas da casa.

 

 

As salamandras de hoje são modernas e de design apelativo

São igualmente funcionais, permitindo uma poupança económica e energética face aos equipamentos tradicionais de combustão e aquecimento.

Amigas do ambiente, as salamandras são alimentadas a lenha, que é duas vezes mais económica que a eletricidade ou o gás, pois trata-se de uma fonte renovável e têm ainda a qualidade de terem um rendimento ótimo e conseguirem 60 a 80% de recuperação de calor.

 

 

A lenha é uma fonte energética amiga do ambiente

Em termos práticos não notará diferenças entre o aquecimento de uma salamandra ou de uma lareira. Apesar de diferentes, o resultado final é muito semelhante: aquecimento eficiente e o mesmo efeito visual. A única diferença é que a salamandra é mais ecológica.

Também no rendimento energético, este equipamento ganha pontos, pois tem maior capacidade para emitir calor para todos os espaços da casa, além de que consegue recuperar 80% do calor que produz.

Claro que estes valores dependem sempre da qualidade de isolamento da habitação. Quanto melhor for o isolamento, mais eficiente se torna o equipamento. A sua potência pode ser adaptada ao tipo de uso que pretende fazer e à finalidade, isto é, se é para aquecer toda a casa ou para ser usada como meio complementar.

As empresas que constroem salamandras souberam adaptar-se às exigências do novo consumidor e em termos de design são cada vez mais elementos decorativos. A estética é uma componente bastante trabalhada, existindo hoje em dia diversos modelos, desde os tradicionais aos mais futuristas e modernos. Tudo para que o cliente encontre o modelo que melhor se encaixe na decoração da divisão, criando o menor ruído estético possível.

 

 

Para quem quiser saber um pouco mais sobre salamandras e conhecer os diversos modelos, pode e deve consultar a Pedra e Decoração, onde existem técnicos credenciadas que vão aconselhá-lo sobre o melhor equipamento para a sua casa!